Nossa Senhora da Piedade

Endereço:

Rua Bolívar, 328

Bairro União – CEP: 311709-670

Belo Horizonte – MGNossa Senhora da Piedade, padroeira de Minas Gerais

Celebrações:

2ª quarta-feira celebração na Casa das Irmãs – Rua Johnson, 200.

4ª quarta-feira adoração seguida de missa, na Igreja.

Missa: domingo às 09h30

Celebração da Palavra de Deus:

Sextas-feiras às 19hs

Adoração ao Santíssimo Sacramento:

Segundas-feiras às 19hs

Lembramos com gratidão a historia de nossa comunidade. Quanto sacrifício! Quantas doações! A sementinha desta comunidade que hoje é uma árvore que foi lançada em terra nos inícios dos anos 70. Nossa caminhada começou através das missa celebradas na Escola Municipal Francisco Azevedo pelo Pe. Jose Batista, que foi idealizador e um colaborador junto a outras pessoas. Pensando mais longe achamos possível a construção de uma igreja na região central do bairro União. Os recursos arrecadados ajudaram na aquisição de um lote para a construção. A fundação foi feita ainda na década de 70. Foi como tirar água da pedra; Deus sempre ajudando. Alguém disse: “essa igreja parece um ninho de passarinhos” pois foi feita com cuidado e carinho. Com as paredes levantadas e cobertas, as celebrações passaram a ser feitas na igreja. Os primeiros bancos eram improvisados com tabuas e tijolos da obra. Na década de 90 esta “igreja viva”, mais que uma capela, é assumida como uma comunidade da Paróquia Santa Maria Mãe de Deus. Os grupos foram se multiplicando e assumindo as tarefas do Reino.

NOSSA SENHORA DA PIEDADE

Nossa Senhora das Dores (também chamada Nossa Senhora da Piedade, Nossa Senhora da Soledade, Nossa Senhora das Angústias, Nossa Senhora das Lágrimas, Nossa Senhora das Sete Dores, Nossa Senhora do Calvário, Nossa Senhora do Monte Calvário, Mãe Soberana ou ainda Nossa Senhora do Pranto, e invocada em latim como Beata Maria Virgo Perdolens, ou Mater Dolorosa), sendo sob essa designação particularmente cultuada em Portugal.

Iconografia

Nossa Senhora das Dores surge representada sendo ferida por sete espadas no seu coração imaculado (algumas vezes uma só espada), dado ter sido trespassada por uma espada de dor, quando da Paixão e Morte de seu Filho, unindo-se ao seu sacrifício enquanto redentor e sendo por isso chamada pelos teólogos de Corredentora do Género Humano. É também seu símbolo o Rosário das Lágrimas (ou Terço das Lágrimas), com 49 contas brancas divididas em sete partes de sete contas cada. Aparece também frequentemente representada com uma expressão dolorida diante da Cruz, contemplando o filho morto (donde nasceu o hino medieval Stabat Mater), ou então segurando Jesus morto nos braços, após o seu descimento da Cruz (dando assim origem à temática das Pietà).
Pin It